Cristãos mostram força no cenário cinematográfico

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Eventos

O cinema e os cristãos com o passar dos anos estreitaram os laços, mas nem sempre essa relação foi próxima. Por décadas as igrejas e filmes tiveram mais atritos que elogios, mais críticas do que o reconhecimento de que a arte do cinema poderia passar ensinamentos religiosos.

Conforme O Globo, a mudança de visão veio com a possibilidade de um filme alcançar mais gente do que uma pregação aos domingos. Um bom exemplo está no trabalho de dois irmãos americanos, pastores da Igreja Batista de uma cidade com menos de 100 mil habitantes na Georgia.

Alex e Stephen Kendrick fizeram em 2003 seu primeiro longa-metragem, “A virada”, sobre um vendedor de carros que toma rumo na vida ao aceitar Cristo. Para encerrar a obra, eles conseguiram apoio de voluntários, pegaram equipamento emprestado e gastaram apenas US$ 20 mil.

Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet

Nos cinemas, “A virada” teve um lançamento discretíssimo, arrecadando US$ 37 mil. Mas o que aconteceu em DVD iluminou o caminho dos Kendrick. Foram 300 mil cópias vendidas, semeando o terreno para outros quatro filmes, todos de baixo orçamento e com retorno milionário.

O último foi “Quarto de guerra” (2015), um drama sobre uma família em crise que custou US$ 3 milhões, mas foi lançado pela Sony e lucrou US$ 67 milhões só nos cinemas dos EUA.

“Graças a Deus, ‘Quarto de guerra’ também foi um sucesso no Brasil, com um público de mais de 600 mil pessoas. De DVD vendemos 40 mil unidades”, afirmou Ricardo Carvalho, gerente de marketing artístico da distribuidora Canzion Films, uma multinacional fundada no México há 30 anos e que lançou a obra dos Kendrick no Brasil.

“Nós buscamos filmes que tenham uma mensagem que possa abençoar as pessoas e as aproximar de Cristo. A gente convidou pastores para as sessões. Se eles gostam, recomendam o filme em suas igrejas”, explicou Carvalho.

Para o mercado cinematográfico, que durante tanto tempo lamentou a venda de cinemas de ruas para igrejas, é uma reviravolta digna dos mais incríveis milagres bíblicos.

Marketing boca a boca

Essa estratégia segmentada de marketing tem sido regularmente utilizada, com sucesso. Boa parte das produções cristãs não aparece em reportagens de jornal nem ganha espaço publicitário em outdoors nas ruas. Mas seu público fica sabendo, seja pelo boca a boca dos fiéis, ou pelo sermão na igreja.

“Não é fácil produzir um filme cristão. Às vezes uma única cena acaba fugindo do foco, e para esse público a mensagem é o mais importante”, explicou Ygor Siqueira, ex-diretor executivo da Graça Filmes e hoje dono de sua própria empresa, a 360WayUp.

O cinema brasileiro também vem, aos poucos, acompanhando o movimento do mercado. Lançado no ano passado como adaptação da novela da TV Record, “Os Dez Mandamentos” se tornou a maior bilheteria da história do país, com 11,3 milhões de ingressos vendidos.

Ko-Granja avícola realiza venda de produtos a preços promocionais

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Eventos

Visando oferecer melhores oportunidades ao consumidor, a Ko-Granja Avícola, localizada a Rua Felizardo Leite, 189, defronte a Primeira Igreja Batista, está realizando nesta reta final do mês de julho, a venda de produtos a preços promocionais.

De acordo com o empresário Roberval Dantas da Rocha, (Nininho), que é membro da Primeira Igreja Presbiteriana do Brasil em Patos, o objetivo da promoção é proporcionar um melhor contato com o consumidor e aquecendo o mercado no ramo de produtos granjeiros e leiteiros, atividade desenvolvida por ele e sua família há cerca de 20 anos em Patos.

Nininho acredita que conseguirá atingir positivamente, clientes de Patos e toda a região, que vem mantendo fidelidade aos seus produtos há muitos anos, dada a oferta de preço e qualidade nos produtos e no atendimento prestado ao consumidor. Maiores informações poderão serem obtidas pelos telefones 3422-20248 e (83)99696-2170.

Ceará ganha “torcida gospel”

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Eventos

O torcedor do Ceará Josepson Lima criou, em janeiro deste ano, a torcida Ceará Gospel. A iniciativa, segundo suas palavras divulgadas pela Tribuna do Ceará, foi de poder acompanhar os jogos de forma diferente da maioria.

“Eu tentei me engajar em outras torcidas, mas como sou cristão não consegui. Era muito complicado nas torcidas, pois todos têm relação com bebidas alcoólicas, e também outros costumes que não condizem com meu pensamento, por isso criei a Ceará gospel”, disse, em entrevista.

O grupo, que se organiza como uma torcida comum, mas com faixas e cartazes distintos, está se estruturando. “Nós já temos fan page, grupos de WhatsApp com cerca de 50 integrantes. Estamos começando agora e nos organizando”, afirmou Josepson.

Segundo Lima, pessoas de todas as religiões são aceitas, embora a Ceará Gospel seja formada predominantemente por evangélicos. “Nós queremos pessoas de todas as religiões. Sem preconceitos. Na verdade o que buscamos são pessoas que querem torcer em paz”.

A presença da torcida varia conforme as funções dos membros em suas respectivas igrejas locais. “Não vamos a todos os jogos, pois temos os cultos para ir e louvar a Deus. Além disso, temos os compromissos particulares, mas dependendo do horário da partida nós vamos sim”, ponderou Josepson.

Por fim, o fundador está animado com a visibilidade da torcida. “Temos duas faixas, mas no dia 2 de junho, aniversário do clube, levei uma maior que chamou atenção de várias pessoas e acabou causando a curiosidade de outros torcedores”. Com informações: gospelprime.com

Frase no Congresso pede fé a brasileiros

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Eventos

O momento que o país vive está provocando as mais diversas reações na sociedade. Manifestações contra o governo, corrupção, políticos, etc. Um grupo de 20 pessoas se reuniu em frente ao Congresso Nacional na noite de terça-feira (27) para interceder pelo Brasil.

A “vigília pelo Brasil” contou com momentos de oração e clamor pela nação. Durante o ato foi projetado nas torres do Congresso Nacional a frase pedindo que os “Brasileiros tenham fé”.

Conforme a aposentada Lúcia Barros (63) o grupo era formado por católicos, evangélicos e espíritas, que se encontram todas as terças-feiras, em frente à Catedral Metropolitana de Brasília, para orar pelo país.

Ela ainda acrescentou que o grupo não é adepto de nenhum partido político. “A gente não tem partido, a gente não tem bandeira. Apenas pedimos bênçãos para o Brasil”. As pessoas que transitavam pela Praça dos Três Poderes ficaram surpresas no momento que o anúncio era projetado. Com informações do G1

Goleiro do Real Madrid diz que sua fé é mais importante que títulos

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Eventos

O Real Madrid voltou a ser campeão espanhol após 5 anos. Embora Cristiano Ronaldo seja a estrela do time e receba maior destaque da mídia, ele não joga sozinho.

“Keylor sempre foi fundamental para nós e ele será até o final da temporada”, disse Zinedine Zidane, técnico do Real, sobre o goleiro costa-riquenho do seu time, Keylor Navas.

Mesmo tendo dificuldades no início da carreira na Europa, em parte por causa de uma lesão no pé, Navas mostrou sua melhor forma na etapa final da Liga espanhola e da Liga dos Campeões.

O goleiro sempre deixou claro que é evangélico, falando constantemente sobre sua fé e a importância da Bíblia e da oração em sua vida.

“Minha fé é o que há de mais importante. Acredito que, no momento em que desenvolvi uma relação muito pessoal com Deus, e realmente entendi o que sua Palavra diz, percebi que não se tratava de ter uma religião. Trata-se de entender que o que a Bíblia diz é o que ele nos deixou”, afirmou ele em entrevista recente.

“Isso mudou minha vida. Preencheu o vazio que havia em meu coração. Por isso que sou muito grato a Ele”, acrescentou.

O goleiro explica que veio de uma família religiosa, mas não aprendera a “ter um relacionamento pessoal, poder falar diretamente com Deus, fazer uma oração e sentir que Ele responde”. Por isso, quando se converteu e viu “tudo o que Deus me deu”, isso “foi a coisa mais bonita que já me aconteceu”.

“Temos um grupo de estudo bíblico que se reúne duas vezes por semana, às segundas e quintas. Às quintas-feiras ouvimos uma pregação e debatemos como os ensinamentos nos ajudam a enfrentar a vida”, relata o goleiro.

Antes de cada jogo, Navas revela que sempre faz uma oração pedindo “que Deus me dê saúde e cuide dos meus companheiros do time, para que ninguém se lesione e possamos jogar bem”.

Para ele, a presença de Deus em sua via é o que lhe garante uma família abençoada. “É uma bênção termos os nossos filhos. Deus nos deu esse privilégio”, sublinha.

Questionado sobre Cristiano Ronaldo, que parte da mídia chama de “Deus do Futebol”, Navas mostra que não gosta muito desta afirmação. “Só há um Deus. Cristiano é o melhor jogador do mundo, mas Deus é Deus, não há como comparar”, encerra.