Provérbios23

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Brasil

1 Quando você se assentar para uma refeição com alguma autoridade, observe com atenção quem está diante de você

2 e encoste a faca à sua própria garganta se estiver com grande apetite.

3 Não deseje as iguarias que lhe oferece, pois podem ser enganosas.

4 Não esgote suas forças tentando ficar rico; tenha bom senso!

5 As riquezas desaparecem assim que você as contempla; elas criam asas e voam como águias pelo céu.

6 Não aceite a refeição de um hospedeiro invejoso, nem deseje as iguarias que lhe oferece;

7 pois ele só pensa nos gastos. Ele lhe diz: “Coma e beba!”, mas não fala com sinceridade.

8 Você vomitará o pouco que comeu, e desperdiçará a sua cordialidade.

9 Não vale a pena conversar com o tolo, pois ele despreza a sabedoria do que você fala.

10 Não mude de lugar os antigos marcos de propriedade, nem invada as terras dos órfãos,

11 pois aquele que defende os direitos deles é forte. Ele lutará contra você para defendê-los.

12 Dedique à disciplina o seu coração e os seus ouvidos às palavras que dão conhecimento.

13 Não evite disciplinar a criança; se você a castigar com a vara, ela não morrerá.

14 Castigue-a, você mesmo, com a vara, e assim a livrará da sepultura.

15 Meu filho, se o seu coração for sábio, o meu coração se alegrará.

16 Sentirei grande alegria quando os seus lábios falarem com retidão.

17 Não inveje os pecadores em seu coração; melhor será que tema sempre o Senhor.

18 Se agir assim, certamente haverá bom futuro para você, e a sua esperança não falhará.

19 Ouça, meu filho, e seja sábio; guie o seu coração pelo bom caminho.

20 Não ande com os que se encharcam de vinho, nem com os que se empanturram de carne.

21 Pois os bêbados e os glutões se empobrecerão, e a sonolência os vestirá de trapos.

22 Ouça o seu pai, que o gerou; não despreze sua mãe quando ela envelhecer.

23 Compre a verdade e não abra mão dela, nem tampouco da sabedoria, da disciplina e do discernimento.

24 O pai do justo exultará de júbilo; quem tem filho sábio nele se alegra.

25 Bom será que se alegrem seu pai e sua mãe e que exulte a mulher que o deu à luz!

26 Meu filho, dê-me o seu coração; mantenha os seus olhos em meus caminhos,

27 pois a prostituta é uma cova profunda, e a mulher pervertida é um poço estreito.

28 Como o assaltante, ela fica de tocaia e multiplica entre os homens os infiéis.

29 De quem são os ais? De quem as tristezas? E as brigas, de quem são? E os ferimentos desnecessários? De quem são os olhos vermelhos?

30 Dos que se demoram bebendo vinho, dos que andam à procura de bebida misturada.

31 Não se deixe atrair pelo vinho quando está vermelho, quando cintila no copo e escorre suavemente!

32 No fim, ele morde como serpente e envenena como víbora.

33 Seus olhos verão coisas estranhas, e sua mente imaginará coisas distorcidas.

34 Você será como quem dorme no meio do mar, como quem se deita no alto das cordas do mastro.

35 E dirá: “Espancaram-me, mas eu nada senti! Bateram em mim, mas nem percebi! Quando acordarei para que possa beber mais uma vez?”

provérbior22

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Brasil

1 A boa reputação vale mais que grandes riquezas; desfrutar de boa estima vale mais que prata e ouro. 2 O rico e o pobre têm isto em comum: o Senhor é o Criador de ambos. 3 O prudente percebe o perigo e busca refúgio; o inexperiente segue adiante e sofre as consequências. 4 A recompensa da humildade e do temor do Senhor são a riqueza, a honra e a vida. 5 No caminho do perverso há espinhos e armadilhas; quem quer proteger a própria vida mantém-se longe dele. 6 Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles. 7 O rico domina sobre o pobre; quem toma emprestado é escravo de quem empresta. 8 Quem semeia a injustiça colhe a maldade; o castigo da sua arrogância será completo. 9 Quem é generoso será abençoado, pois reparte o seu pão com o pobre. 10 Quando se manda embora o zombador, a briga acaba; cessam as contendas e os insultos. 11 Quem ama a sinceridade de coração e se expressa com elegância será amigo do rei. 12 Os olhos do Senhor protegem o conhecimento, mas ele frustra as palavras dos infiéis. 13 O preguiçoso diz: “Há um leão lá fora!” “Serei morto na rua!” 14 A conversa da mulher imoral é uma cova profunda; nela cairá quem estiver sob a ira do Senhor. 15 A insensatez está ligada ao coração da criança, mas a vara da disciplina a livrará dela. 16 Tanto quem oprime o pobre para enriquecer-se como quem faz cortesia ao rico com certeza passarão necessidade. Conselhos dos sábios 17 Preste atenção e ouça os ditados dos sábios, e aplique o coração ao meu ensino. 18 Será uma satisfação guardá-los no íntimo e tê-los todos na ponta da língua. 19 Para que você confie no Senhor, a você hoje ensinarei. 20 Já não lhe escrevi conselhos e instruções, 21 ensinando-lhe palavras dignas de confiança, para que você responda com a verdade a quem o enviou? 22 Não explore os pobres por serem pobres, nem oprima os necessitados no tribunal, 23 pois o Senhor será o advogado deles e despojará da vida os que os despojarem. 24 Não se associe com quem vive de mau humor, nem ande em companhia de quem facilmente se ira; 25 do contrário você acabará imitando essa conduta e cairá em armadilha mortal. 26 Não seja como aqueles que, com um aperto de mãos, empenham-se com outros e se tornam fiadores de dívidas; 27 se você não tem como pagá-las, por que correr o risco de perder até a cama em que dorme? 28 Não mude de lugar os antigos marcos que limitam as propriedades e que foram colocados por seus antepassados. 29 Você já observou um homem habilidoso em seu trabalho? Será promovido ao serviço real; não trabalhará para gente obscura.

provérbios21

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Brasil

1 O coração do rei é como um rio controlado pelo Senhor; ele o dirige para onde quer. 2 Todos os caminhos do homem lhe parecem justos, mas o Senhor pesa o coração. 3 Fazer o que é justo e certo é mais aceitável ao Senhor do que oferecer sacrifícios. 4 A vida de pecado dos ímpios se vê no olhar orgulhoso e no coração arrogante. 5 Os planos bem elaborados levam à fartura; mas o apressado sempre acaba na miséria. 6 A fortuna obtida com língua mentirosa é ilusão fugidia e armadilha mortal. 7 A violência dos ímpios os arrastará, pois se recusam a agir corretamente. 8 O caminho do culpado é tortuoso, mas a conduta do inocente é reta. 9 Melhor é viver num canto sob o telhado do que repartir a casa com uma mulher briguenta. 10 O desejo do perverso é fazer o mal; ele não tem dó do próximo. 11 Quando o zombador é castigado, o inexperiente obtém sabedoria; quando o sábio recebe instrução, obtém conhecimento. 12 O justo observa a casa dos ímpios e os faz cair na desgraça. 13 Quem fecha os ouvidos ao clamor dos pobres também clamará e não terá resposta. 14 O presente que se faz em segredo acalma a ira, e o suborno oferecido às ocultas apazigua a maior fúria. 15 Quando se faz justiça, o justo se alegra, mas os malfeitores se apavoram. 16 Quem se afasta do caminho da sensatez repousará na companhia dos mortos. 17 Quem se entrega aos prazeres passará necessidade; quem se apega ao vinho e ao azeite jamais será rico. 18 O ímpio serve de resgate para o justo, e o infiel, para o homem íntegro. 19 Melhor é viver no deserto do que com uma mulher briguenta e amargurada. 20 Na casa do sábio há comida e azeite armazenados, mas o tolo devora tudo o que pode. 21 Quem segue a justiça e a lealdade encontra vida, justiça e honra. 22 O sábio conquista a cidade dos valentes e derruba a fortaleza em que eles confiam. 23 Quem é cuidadoso no que fala evita muito sofrimento. 24 O vaidoso e arrogante chama-se zombador; ele age com extremo orgulho. 25 O preguiçoso morre de tanto desejar e de nunca pôr as mãos no trabalho. 26 O dia inteiro ele deseja mais e mais, enquanto o justo reparte sem cessar. 27 O sacrifício dos ímpios já por si é detestável; tanto mais quando oferecido com más intenções. 28 A testemunha falsa perecerá, mas o testemunho do homem bem informado permanecerá. 29 O ímpio mostra no rosto a sua arrogância, mas o justo mantém em ordem o seu caminho. 30 Não há sabedoria alguma, nem discernimento algum, nem plano algum que possa opor-se ao ­Senhor. 31 Prepara-se o cavalo para o dia da batalha, mas o Senhor é que dá a vitória.

Provérbios 20

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Brasil

1 O vinho é zombador e a bebida fermentada provoca brigas; não é sábio deixar-se dominar por eles.

2 O medo que o rei provoca é como o do rugido de um leão; quem o irrita põe em risco a própria vida.

3 É uma honra dar fim a contendas, mas todos os insensatos envolvem-se nelas.

4 O preguiçoso não ara a terra na estação própria; mas na época da colheita procura, e não acha nada.

5 Os propósitos do coração do homem são águas profundas, mas quem tem discernimento os traz à tona.

6 Muitos se dizem amigos leais; mas um homem fiel, quem poderá achar?

7 O homem justo leva uma vida íntegra; como são felizes os seus filhos!

8 Quando o rei se assenta no trono para julgar, com o olhar esmiúça todo o mal.

9 Quem poderá dizer: “Purifiquei o coração; estou livre do meu pecado”?

10 Pesos adulterados e medidas falsificadas são coisas que o Senhor detesta.

11 Até a criança mostra o que é por suas ações; o seu procedimento revelará se ela é pura e justa.

12 Os ouvidos que ouvem e os olhos que veem foram feitos pelo Senhor.

13 Não ame o sono, senão você acabará ficando pobre; fique desperto, e terá alimento de sobra.

14 “Não vale isso! Não vale isso!”, diz o comprador, mas, quando se vai, gaba-se do bom negócio.

15 Mesmo onde há ouro e rubis em grande quantidade, os lábios que transmitem conhecimento são uma rara preciosidade.

16 Tome-se a veste de quem serve de fiador ao estranho; sirva ela de penhor de quem dá garantia a uma mulher leviana.

17 Saborosa é a comida que se obtém com mentiras, mas depois dá areia na boca.

18 Os conselhos são importantes para quem quiser fazer planos, e quem sai à guerra precisa de orientação.

19 Quem vive contando casos não guarda segredo; por isso, evite quem fala demais.

20 Se alguém amaldiçoar seu pai ou sua mãe, a luz de sua vida se extinguirá na mais profunda escuridão.

21 A herança que se obtém com ganância no princípio no final não será abençoada.

22 Não diga: “Eu o farei pagar pelo mal que me fez!” Espere pelo Senhor, e ele dará a vitória a você.

23 O Senhor detesta pesos adulterados, e balanças falsificadas não o agradam.

24 Os passos do homem são dirigidos pelo Senhor. Como poderia alguém discernir o seu próprio caminho?

25 É uma armadilha consagrar algo precipitadamente, e só pensar nas consequências depois que se fez o voto.

26 O rei sábio abana os ímpios e passa sobre eles a roda de debulhar.

27 O espírito do homem é a lâmpada do Senhor, e vasculha cada parte do seu ser.

28 A bondade e a fidelidade preservam o rei; por sua bondade ele dá firmeza ao seu trono.

29 A beleza dos jovens está na sua força; a glória dos idosos, nos seus cabelos brancos.

30 Os golpes e os ferimentos eliminam o mal; os açoites limpam as profundezas do ser.

Provérbios 19

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Brasil

1 Melhor é o pobre que vive com integridade do que o tolo que fala perversamente.

2 Não é bom ter zelo sem conhecimento, nem ser precipitado e perder o caminho.

3 É a insensatez do homem que arruína a sua vida, mas o seu coração se ira contra o Senhor.

4 A riqueza traz muitos amigos, mas até o amigo do pobre o abandona.

5 A testemunha falsa não ficará sem castigo, e aquele que despeja mentiras não sairá livre.

6 Muitos adulam o governante, e todos são amigos de quem dá presentes.

7 O pobre é desprezado por todos os seus parentes, quanto mais por seus amigos! Embora os procure, para pedir-lhes ajuda, não os encontra em lugar nenhum.

8 Quem obtém sabedoria ama-se a si mesmo; quem acalenta o entendimento prospera.

9 A testemunha falsa não ficará sem castigo, e aquele que despeja mentiras perecerá.

10 Não fica bem o tolo viver no luxo; quanto pior é o servo dominar príncipes!

11 A sabedoria do homem lhe dá paciência; sua glória é ignorar as ofensas.

12 A ira do rei é como o rugido do leão, mas a sua bondade é como o orvalho sobre a relva.

13 O filho tolo é a ruína de seu pai, e a esposa briguenta é como uma goteira constante.

14 Casas e riquezas herdam-se dos pais, mas a esposa prudente vem do Senhor.

15 A preguiça leva ao sono profundo, e o preguiçoso passa fome.

16 Quem obedece aos mandamentos preserva a sua vida, mas quem despreza os seus caminhos morrerá.

17 Quem trata bem os pobres empresta ao Senhor, e ele o recompensará.

18 Discipline seu filho, pois nisso há esperança; não queira a morte dele.

19 O homem de gênio difícil precisa do castigo; se você o poupar, terá que poupá-lo de novo.

20 Ouça conselhos e aceite instruções, e acabará sendo sábio.

21 Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor.

22 O que se deseja ver num homem é amor perene; melhor é ser pobre do que mentiroso.

23 O temor do Senhor conduz à vida: quem o teme pode descansar em paz, livre de problemas.

24 O preguiçoso põe a mão no prato, e não se dá ao trabalho de levá-la à boca!

25 Açoite o zombador, e os inexperientes aprenderão a prudência; repreenda o homem de discernimento, e ele obterá conhecimento.

26 O filho que rouba o pai e expulsa a mãe é causador de vergonha e desonra.

27 Se você parar de ouvir a instrução, meu filho, irá afastar-se das palavras que dão conhecimento.

28 A testemunha corrupta zomba da justiça, e a boca dos ímpios tem fome de iniquidade.

29 Os castigos estão preparados para os zombadores, e os açoites para as costas dos tolos.