Ausência do El Niño e lei da compensação explicam clima mais ameno no inverno do semiárido em 2017

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Geral

O inverno do Hemisfério Sul, dura entre 21 de Junho e 23 de Setembro. A estação é caracterizada em grande parte do Brasil pela escassez de chuvas e por temperaturas mais amenas que o restante do ano. Isso ocorre porque é no inverno que os raios solares incidem de forma mais inclinada sobre a superfície, que consequentemente recebe menos radiação solar.

Para o físico, meteorologista e mestre em Meteorologia Rodrigo Cézar Limeira, a ausência do fenômeno El Niño em 2017, favoreceu o retorno do frio a grande parte do país este ano. Em 2015 e 2016, o clima global estava sob influência do segundo episódio mais forte do fenômeno já registrado, que ficou atrás apenas do El Niño 97/98, o episódio mais forte de todos os tempos.

O estudioso explica que a natureza trabalha com a uma especie de lei da compensação, ou seja, se houve calor nos invernos 2015 e 2016, algo que é anormal, a tendência é que em 2017 houvesse uma compensação, ou seja, um frio considerável durante a estação, fato que está se confirmando.

As massas de ar polares oriundas da Antártida, estão atingindo o país uma após a outra, e derrubam a temperatura até no Nordeste. O pesquisador mantem a previsão de um inverno em 2017 mais frio que o de 2015 e de 2016 para o semiárido, e também afirma que mais frio ainda está por vir.

Rodrigo Cézar Limeira -Portal Ciência em Foco

Comentar a partir do site.

Deixar um Comentário

Pedimos aos usuários deste canal de comunicação, não postar comentários que retratem críticas pejorativas a pessoas ou denominações, para que o propósito maior de evangelizar e promover a pessoa de Jesus Cristo através da notícia, não perca a sua finalidade. Obrigado.


quatro − 2 =