Depois das chuvas fortes, Complexo Coremas/Mês Àgua começa a receber águas

Escrito por .::Boas Novas PB::. em .Postado em Eventos

Depois das chuvas fortes que ocorreram na região Oeste do Estado, o Complexo Coremas/Mãe dÁgua, responsável pelo abastecimento das regiões de e do Sabuji paraibano, deu neste domingo os primeiros sinais de recarga no ano de 2018.

No sábado, 27, os dois açudes atingiram a marca histórica de 37 milhões e 400 mil metros cúbicos, sendo este o seu menor volume desde quando foi construído em 1942 e encheu pela primeira vez, alguns anos depois.

Atualmente, a sua capacidade é de pouco mais de 1 bilhão, 199 milhões de metros cúbicos de água, está segundo dados da Agência executiva de Gestão das Águas da Paraíba-AESA, em 37 milhões 510 mil metros cúbicos, o que significa apenas 3,12% de sua capacidade.

Chuva forte em Itaporanga. Fotos: redes sociais

Com a chuva de mais de 220 milímetros registrada no Município de Itaporanga, e de mais de 100 milímetros em vários municípios e localidades do rio Piancó, principal responsável pela recarga do manancial, a expectativa agora gira em torno de quanto será a recuperação do gigante paraibano em termos de metros cúbicos.

Mesmo com a seca, o menor volume registrado no ano passado, foi 51.250 mil metros cúbicos em todo o complexo. A previsão é que as águas cheguem ao manancial a partir desta segunda. Confira os dados:

VOLUME DO COMPLEXO COREMAS/MÃE DÁGUA

28/01/2018

Coremas 21.620.000

Mãe dÁgua 15.890.000

Total 37.510.000 METROS CÚBICOS

28/01/2017

Coremas 14.430.000

Mãe dÁgua 26.820.000

Total 41.250.000 METROS CÚBICOS

 Genival junior, com informações: AESA

Comentar a partir do site.

Deixar um Comentário

Pedimos aos usuários deste canal de comunicação, não postar comentários que retratem críticas pejorativas a pessoas ou denominações, para que o propósito maior de evangelizar e promover a pessoa de Jesus Cristo através da notícia, não perca a sua finalidade. Obrigado.


7 + = doze